13.4.16

Sociedade | Mulheres aquele ser do demo



Hoje no Expresso pode-se ler que numa escola da Nova Zelândia - esse país super evoluído onde dizem que as pessoas são extremamente felizes e que é um local de sonho para se viver - cerca de quarenta raparigas de uma escola secundária foram chamadas à atenção devido ao comprimento das suas saias do uniforme escolar e foi-lhes pedido para que as baixassem até ao joelho. A justificação obviamente não poderia ser nem mais machista nem mais previsível. 

Tratando-se de um uniforme escolar perceberia se a razão para pedirem para que baixassem as saias até aos joelhos fosse devido às regras desse mesmo uniforme, mas recuso-me a aceitar que a razão foi porque com as saias acima do joelho faziam com que professores e funcionários não conseguissem fazer o que lhes compete de forma eficiente e porque para além disso muitos dos seres masculinos que por lá andam poderiam ficar distraídos e com a mente repleta de pensamentos pecaminosos. Mais uma vez a mulher e a roupa que ela decide usar aparece como sendo a culpada pelo facto de os homens, coitados, não conseguirem controlar os seus pensamentos e instintos mais animalescos. 

Não sei quão curtas as saias estariam e sei que muito provavelmente ir para a escola ou para o trabalho com uma saia que mostre a maior parte das pernas não será a escolha mais apropriada, mas uma coisa é falarmos de vestuário apropriado para o local X e outra coisa é dizer que não podemos usar isto e aquilo para a nossa própria segurança. Pergunto-me até quando esta ideia em que o culpado é a mulher e não o homem continuará tão presente na cabeça de tanta gente. Quando é que a sociedade em geral irá parar de culpar a mulher por ser assediada e/ ou violada porque naquele dia decidiu usar aquele vestido ou aquele top mais decotado?

9 comentários :

  1. Que grande lata! Então os homens é que não se sabem controlar e serem pessoas decentes e as raparigas é que têm que sofrer as consequências só para "evitar" problemas? Mas estamos na selva? Tratando-se de um uniforme escolar, pressupõe-se que as saias não devem ser assim tão curtas, portanto não se compreende. Pensamentos pecaminosos todos nós temos, independentemente das roupas que os outros vestem. Concordo, enquanto não perceberem que os homens é que são rebarbados, é impossível evoluir.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  2. Olha, nem sei que te diga. Absolutamente ridículo! Regras de vestuário é diferente de alterações em vestuário por causa desse tipo de justificações. Absurdo!!!

    ResponderEliminar
  3. Não sei quando é que esta maneira de pensar vai mudar, mas acho que ainda não vai ser para breve... infelizmente

    ResponderEliminar
  4. Como sempre.. É como a história de que mulheres são violadas porque "estão a pedi-las". Enfim

    ResponderEliminar
  5. Acho que mesmo que viva até bem velhinhaaaa não estarei cá para assistir a esse dia!

    ResponderEliminar
  6. Seremos eternas escravas do que vestimos. Ser mulher é ser oprimida por apenas uma saia. Temos muito que lutar ainda!

    ResponderEliminar
  7. e se fazem isso com as miudas imagina com mulheres não é? Infelizmente é a verdade...

    ResponderEliminar
  8. Cada vez tenho menos paciência para estas merdas de notícias que nos chegam. É preciso acabar com a ideia de que as mulheres são umas provocadoras e que os homens são uns animais. Caramba, nas sociedades tribais as mulheres andavam com as mamas à mostra e os homens nem consideravam essa parte do corpo uma zona sexual. Os humanos são seres com uma componente sexual, mas a nossa sociedade objetifica cada centímetro do corpo feminino, e é isso que faz com que os homens sejam uns rebarbados, não o "instinto".

    ResponderEliminar
  9. É ridículo, estas coisas deixam-me mesmo irritada...

    ResponderEliminar