24.3.16

Actualidade | O Mundo de hoje


Viver por si só é assustador. É assustador não sabermos como será o dia de amanhã ou como estaremos daqui a dois anos. O desconhecido assusta, por isso evitamos pensar demasiado no futuro limitando-nos a viver um dia de cada vez. A vida assusta-nos porque o próprio mundo também ele é assustador. 

Ter o Donald Trump a concorrer para as presidenciais dos Estados Unidos é assustador. Saber que existem pessoas que se identificam com os seus ideais absolutamente ridículos, machistas, racistas e xenófobos também é assustador. Saber que partidos de extrema direita começam a ganhar cada vez mais apoiantes um pouco por toda a Europa também é verdadeiramente assustador. Assim como também nos assusta o facto de um dia estar tudo bem e no dia seguinte o nosso mundo estar em ruínas. Assusta acordar e perceber que o mundo está diferente de quando nos deitamos. Assusta perceber que existe um grande número de coisas que foge não só do nosso controlo, mas que também pessoas treinadas para detectar acontecimentos catastróficos nem sempre conseguem controla-los e / ou evitá-los como gostaríamos que acontecesse. 

O atentado de Paris abalou o nosso mundo. Os atentados que têm acontecido na Turquia também. O atentado em Bruxelas igualmente. Vivemos num mundo assustador porque nele existem pessoas verdadeiramente assustadoras e doentes. É horrivel como num espaço de segundos o nosso mundo fica abalado e dezenas de pessoas morrem e outras centenas ficam feridas só porque meia dúzia de "pessoas" e às vezes nem isso acharam por bem fazer um ataque ao mundo ocidental e à humanidade em geral em nome do fanatismo religioso.

Penso na quantidade de famílias à espera que sejam identificados todos os mortos e todos os feridos e só sinto vontade de chorar porque imagino como deve ser frustrante e angustiante não saber se o pior aconteceu ou não. Penso na quantidade de viagens que faço por ano nos vários aeroportos de Londres e questiono-me se um dia não poderei ser eu ou alguém que me venha visitar. Penso na quantidade de viagens que ele faz por ano em trabalho para diferentes partes da Europa e penso "e se um dia é ele?" Penso na quantidade de amigos que tenho a viver nas várias capitais e pergunto-me "e se um dia são eles?" Penso porque é impossível não pensar, mas depois também penso que é exactamente isto que os terroristas pretendem obter: instalar aquele pequeno verme que é o medo no interior de cada um de nós. E como em tudo na vida não podemos deixar que o medo tome controlo da nossa vida e por isso continuamos a viver mesmo que o mundo seja assustador, mesmo com a possibilidade de coisas más acontecerem porque só dessa forma somos capazes de demonstrar que ainda não foi desta que fomos vencidos. 

13 comentários :

  1. Todos os dias penso nestas questões. Para mim é completamente inconcebível o facto do Trump ter tantos apoiantes. Não devia, mas choca-me que em pleno séxulo XXI ainda existam pessoas com uma mentalidade pré-histórica. Quanto aos atentados... cada vez mais tenho a certeza que não tarda muito a vermos por aí espalhas imagens de "Pray for Portugal". Trabalho numa zona movimentada de Lisboa e como tenho que apanhar metro/comboio, é impossível não pensar que um dia posso ir pelos ares. Este sentimento de medo e alerta constante em que somos forçados a viver é terrível. Parece que estamos em cativeiro à espera da próxima sessão de tortura.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  2. Que texto verdadeiramente inspirador!! E que razão! Vivemos num mundo extremamente horrível, em que já nem sabemos o que é a segurança! Sinto-me triste, por perceber que a europa está frágil!

    ResponderEliminar
  3. Uma realidade tão dura, mas infelizmente muito atual. Depois de tudo o que o mundo já passou, guerras, batalhas, expansões, crises ou pestes negras como é possível ainda vivermos com medo deste tipo de coisas.

    ResponderEliminar
  4. Este texto está incrível, incrível, incrível! Uma autêntica réstia de esperança! Obrigada por isto!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. É triste que cheguemos a uma altura em que temos de ter medo de outras pessoas! É triste e incompreensível.

    ResponderEliminar
  6. Belo texto :) Tens razão, é assustador pensar no futuro e completamente aterrador pensar no Donald Trump como possível próximo presidente americano, temo que seja iniciada uma 3ª Guerra Mundial. Não percebo como é que os políticos consideram que o extremismo só se combate com extremismo. Não percebo porque não são tomadas medidas mais liberais para terminar esta guerra. E não acredito que seja puramente de extremismo religioso (chamem-me paranóica), penso que outros interesses mais obscuros estão envolvidos e que apenas nos transmitem nos media aquilo que convém. Esperemos que o desfecho disto seja bom.

    ResponderEliminar
  7. É inevitável uma pessoa colocar-se estas perguntas... estas e tantas outras. Mas, o que me assusta mais não são as pessoas assumidamente assustadoras. São as pessoas aparentemente normais, mas que vai-se a ver e apoiam os assustadores

    ResponderEliminar
  8. O terrorismo também é isso: espalhar o medo e terror por todos aqueles que vêem imagens dos atentados. Gostei muito do teu texto. Tens toda a razão!

    ResponderEliminar
  9. Eu pergunto-me se as pessoas não estudaram história na escola. Eu sei que pode ser por vezes uma disciplina chata, mas mesmo assim. Eu vejo a história a repetir-se. Vejo um clima de medo instigado pelo terrorismo e vejo uma série de indivíduos com um discurso dissumulado de ódio, com o objetivo de demonstrar uma espécie de patriotismo e de proteção e as pessoas caem nisto. Foi exatamente assim que o Hitler chegou ao poder. Mais incrível acho o crescimento da extrema direita na Alemanha! Quanto às presidenciais dos EUA tenho medo.. muito medo

    ResponderEliminar
  10. É tudo assustador. O terror e fanatismo do Daesh, a intolerância das ideologias de direita, agora personificadas pelo Trump, e a ignorância dos europeus que estão a adotar esses mesmos quadros mentais mesquinhos e maldosos em relação a pessoas que apenas estão a fugir da guerra, como nós poderemos um dia estar. O período idílico pós-Segunda Guerra Mundial acabou, hoje é esta a nossa realidade.

    ResponderEliminar
  11. É assustador... eu viajei no dia anterior aos atentados e uma pessoa fica a pensar. Nos entretantos perguntava aos meus amigos na Bélgica se tavam bem. Conheço uma moça que vive a poucos metros da estação de comboio que explodiu, ia supostamente usar o comboio naquele dia para ir à universidade mas decidiu não ir. opa...

    ResponderEliminar
  12. Sinto-me cada vez mais triste com tudo isto que está a acontecer. O mundo é um lugar cada vez menos seguro. As pessoas estão cada vez mais intolerantes e violentas. E não deveria ser assim :(

    ResponderEliminar