9.2.16

Livros | Fevereiro em Livros #1

Cotação Goodreads: 3.75/5
A minha cotação: 3.5/5
Foi algures em Agosto de 2015 que Noite Sobre As Águas passou a viver na minha estante e se inicialmente tinha prometido a mim mesma lê-lo imediatamente a seguir ao terceiro e último livro da trilogia O Século de Ken Follett a verdade é que depois acabei mesmo por adiar a sua leitura. O último livro da trilogia revelou-se uma decepção tão grande que durante alguns meses não consegui pegar em mais nenhum livro do Ken Follett pois sabia de antemão que não seria capaz de apreciar devidamente a sua leitura.

À medida que os meses foram passando a minha birra para com o autor foi desaparecendo e, no inicio deste mês de Fevereiro, acabei mesmo por me decidir a ler o livro Noite Sobra As Águas

O livro passa-se no ano de 1939, mais precisamente, na altura em que se soube que a Inglaterra entraria oficialmente na Segunda Grande Guerra. No entanto, não é da Segunda Guerra Mundial que Ken Follett nos fala ao longo deste livro, mas antes de uma viagem alucinante sobre o Atlântico e das razões que levaram personagens tão distintas a embarcarem no mais luxuoso hidroavião, o Pan American Clipper, com destino a Nova Iorque.

Entre as várias personagens que vamos tendo a oportunidade de conhecer destaco o desprezível Lorde Oxenford que se encontra em fuga juntamente com a sua família por medo que o seu pensamento fascista coloque não só a sua vida, como também a vida da sua mulher e dos seus filhos em risco. A magnifica Diana que foge de um casamento infeliz e de um marido insensível na companhia do seu amante americano Mark. Carl Hartman, cientista e judeu que foge de uma Alemanha fascista . Eddie, o engenheiro de voo que sonha reencontrar a sua mulher que foi raptada (por quem?) e que se encontra a ser ameaçado (para fazer o quê?). Já para não falar de um perigoso assassino e de um ladrão que foge à policia britânica e da socialista Margaret que anseia por conseguir fugir das amarras dos pais e traçar o seu próprio destino.

Apesar de Noite Sobre As Águas não ser um livro que nos faça ficar irremediavelmente apaixonados pelo enredo não deixa de ser um livro com pormenores bastante interessantes e com algumas personagens capazes de despertar a nossa curiosidade e simpatia. Através de descrições fantásticas e pormenorizadas conseguimos não só perceber a pesquisa exaustiva feita pelo escritor como facilmente conseguimos imaginar como seria estar abordo do Pan American Clipper (que existiu realmente) e termos o prazer de degustar mais de 5 pratos nas mais requintadas porcelanas, talheres de prata e copos de cristal. A forma como Ken Follett nos consegue transportar para uma época em que viajar de avião era um privilégio que só estava ao alcance de um grupo bastante restrito de pessoas é absolutamente incrível.

Mesmo não tendo entrada directa para o top dos meus livros preferidos Noite Sobre As Águas acabou por não me desiludir. Por último, vale a pena salientar que a capa deste livro é, sem qualquer dúvida, das capas mais bonitas que tenho na minha estante.

6 comentários :

  1. Como dizes é um bom livro, mas não é um livro marcante.

    ResponderEliminar
  2. Ps: Deixei um TAG no meu blogue para ti, se quiseres responder! :) *

    ResponderEliminar
  3. Como antiga seguidora do meu blogue, deixo-te o meu novo endereço:
    http://aurorablogue.blogspot.pt/
    Beijinhos e lá te espero!

    ResponderEliminar
  4. Já ouvi falar muito de Ken Follett, mas ainda não li nenhum livro dele. Estou curiosa.

    Cátia »« Blog Meraki

    ResponderEliminar