15.12.15

Livros | The Last Minute

Adoro ler, mas mais do que isso adoro falar do que ando a ler. Quer goste quer odeie irei ter sempre alguma coisa a dizer acerca do livro que ando a ler e se quando era mais nova desistia facilmente de um livro quando este não me agradava agora leio sempre até à última página ora com esperança de que as coisas melhorem ora numa de "vamos lá ver quão mau pode isto vir a ser". No entanto, nada se compara ao sentimento de felicidade e satisfação que sinto no momento em que me apercebo de que consegui captar a atenção de quem me ouve e neste caso me lê. Muitos de vocês ficaram entusiasmados com o meu próprio entusiasmo acerca do livro que andava a ler há algum (pouco) tempo atrás: o The Last Minute. Queriam saber se era bom; sobre o que era e se eu o recomendava. 

Se é bom? É muito bom. Se o recomendo? Sim, sem dúvida! Se vão gostar tanto quanto eu? Isso já não sei, mas se gostam de ler um livro que esteja repleto de mistério e acção então quase certamente que irão gostar de ler este. 

The Last Minute (O Último Minuto na versão Portuguesa) é o segundo volume da saga de Sam Capra (se não leram e se desconhecem o primeiro volume (Adrenaline), não se preocupem porque podem ler a minha opinião acerca do mesmo aqui, mas resumidamente também é muito bom!). A história do livro desenrola-se a um ritmo alucinante e foi exactamente isso que me prendeu desde a primeira à última página. Sam Capra depois de perder tudo tem apenas uma única razão para viver: recuperar o filho que nunca chegou a ver nem a tocar. Até onde irias para conseguir recuperar o teu filho? O que serias capaz de fazer para recupera-lo? Serias capaz de matar? Estas são as questões com que Sam se vai debatendo ao longo de todo o livro ao mesmo tempo que parte em busca do filho que nunca viu numa corrida contra o tempo que tem tanto de alucinante como de perigosa. 

Não consigo dizer-vos se gostei mais deste segundo volume ou se do primeiro porque ambos estão a meu ver escritos de forma absolutamente fantástica, mas posso focar pelos menos duas coisas que fazem com que eu não olhe para esta saga como sendo apenas mais uma no meio de muitas outras do mesmo género. Em primeiro lugar é o facto de Sam não ser o típico herói: ele não sabe tudo; ele não é imortal; ele poderia ser um ex-agente da CIA de carne e osso. Sam Capra é como o 007, mas com a particularidade de nem tudo lhe correr às mil maravilhas. Não posso dizer que é uma personagem com quem me consiga identificar porque não o é, mas é certamente uma personagem que consigo facilmente imaginar como sendo real. Outra coisa que fez com que eu ficasse presa a esta saga foi o facto de a cada livro descobrir um bocadinho mais de cada personagem e os segredos à sua volta. Para quem leu ou para quem pretende ler de certeza que também se irá apaixonar não só por Sam, mas também por Mila (principalmente no segundo volume). Desejo secreto? Que estes livros fossem adaptados para o grande ecrã. 


Autor: Jeff Abbott

Título original: The Last Minute 

Título na versão Portuguesa: O Último Minuto

Número de páginas: 560

A minha cotação: 



2 comentários :