16.12.15

Cinema | Fifty Shades of Grey



Foi no fim-de-semana passado que decidi ver a adaptação cinematográfica do livro 50 shades of Grey. A polémica tanto à volta do livro como à volta do filme foi mais do que muita e se houve quem adorasse também houve quem detestasse. Com tanto zum zum à volta disto foi impossível não ficar com a curiosidade no nível máximo e lá tive de ver por mim mesma o que havia de tão especial à volta daquela história. 

Antes de mais deixem-me dizer-vos três coisas. Primeiro: não li o livro nem tenciono ler, portanto não sei se a adaptação do filme é fiel ou não ao livro. Segundo: não pretendo ver a continuação da história e não vale a pena dizerem-me que tenho de ver o resto para perceber o porquê de as coisas serem assim e assado. Terceiro: não percebo como é que aquela história deu origem a tantos divórcios e a tanta procura de um Grey e, desculpem-me, mas se vocês querem um Grey na vossa vida algo de errado se passa convosco! Posto isto acho que ficou claro que faço parte das pessoas que simplesmente odiaram toda a história à volta de 50 shades of Grey

Sinceramente não percebo o que há para gostar naquele filme. Não gostei de nenhuma personagem. Não consegui identificar-me com ninguém e acho o comportamento tanto do Grey como da Anastasia doentio. Não acho o comportamento do Grey doentio por ele gostar daqueles jogos sexuais em que ele é o dominador e portanto pode usar todos aqueles objectos que causam dor à vontade. Não, não é isso porque a nível sexual cada um gosta daquilo que gosta e se ambas as partes estão contentes e satisfeitas com isso então óptimo para eles. Acho o Grey doentio por outros motivos. Primeiro pela forma como conquistou a Anastasia que basicamente foi começar a surgir em todos os lugares onde ela poderia estar e basicamente não fazer perguntas, mas antes afirmações. Quer jantar com ela, mas não lhe pergunta se ela gostaria de ir jantar com ele. Não, em vez disso ele diz "vamos jantar!" e leva-a num helicóptero para casa dele. Uma pessoa normal jamais entraria num helicóptero com alguém que mal conhece, mas a Anastasia achou que essa era a decisão certa. Depois do "vamos jantar!" aparece o "come!" e não interessa saber se a moça tem ou não fome porque ela tem de comer porque ele diz "come!" e se ele diz... Depois foi o facto de ele ter dito que ela devia ter outro tipo de carro e ela ter-lhe respondido algo como "ah, mas estou bem com este.", mas ele ignora o que ela diz e decide livrar-se do carro dela (sem a autorização dela!) e comprar um novo porque sim e porque acha que pode! Depois também decide andar a segui-la através de uma aplicação do telemóvel quando ela foi visitar a mãe, mas ela continua a achá-lo a melhor pessoa do mundo. Claro, realmente faz todo o sentido. Não, não faz! Isto tudo para não falar do contrato onde ele diz o que ela pode comer, quantas horas tem dormir, as roupas que deve vestir e o diabo a sete! Por outro lado a Anastasia também não joga com o baralho todo. Primeiro a sua auto-estima deve ser mais pequena do que uma formiga porque enfim... como é possível que no meio de tudo aquilo que ela é não consiga encontrar uma única qualidade na sua pessoa?; em segundo lugar acha que o Grey é tudo de bom porque quando lhe diz "Come!" e a segue pela aplicação do telemóvel é porque se preocupa realmente com ela e não porque para além de tudo o resto também tem um grave problema de confiança; terceiro é virgem e quando vê o quarto vermelho (o quarto de "brincar" de Grey) em vez de fugir a sete pés, não... decide dizer ao Grey "ah, olha, mas... sou virgem" e ele como é um verdadeiro romântico diz-lhe "temos de resolver isso!" e isto, minha gente, faria qualquer virgem com um pingo de auto-estima mandar o gajo à merda, mas a Anastasia continua a achar o Grey super sexy e tudo de bom! Por isso, não, não gostei do filme nem percebo o que há para se gostar. Simplesmente detestei e deixou-me bastante incomodada.  

9 comentários :

  1. Fiquei tão satisfeito a ler este texto que nem imaginas. Há uns meses atrás estava numa festa de anos e o tópico "Fifty Shades of Grey", o filme, veio à baila. Partilhei a minha opinião, igual à tua, e acrescentei que tinha dado uma cotação de 2/10 porque a história é péssima e a representação uma desgraça. Quase fui comido vivo. Não são as cenas de sexo que me chocam (no filme não vi nada de mais, mas ok), mas sim o facto das pessoas dizerem que é uma "linda história de amor". Mas está tudo doente? Pessoalmente não ia apreciar estar com alguém que me perseguisse e ditasse tudo o que posso ou não fazer, mas deduzo que haja gostos para tudo. Enfim!

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  2. Eu vou ser directa..vi o filme e foi dos piores que já vi na vida! Não acontece absolutamente nada de jeito duranto o filme. Não existe um enredo apelativo! É um verdadeiro fail esta saga "Fifty Shades of Grey" ...nem quero imaginar como será o livro! ahah

    Beijinhos*
    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Há uns meses não resisti à curiosidade e vi o filme, sabendo já que seria mau. E olha, eu até sou uma pessoa que gosta dos seus guilty pleasures (se o Twilight estiver a passar no canal Hollywood, acabo por ver), mas 50 Shades é apenas chato, mau e insuportável.

    Perdida em Combate

    ResponderEliminar
  4. O que mais me preocupa é mesmo que o filme reforce uma ideia completamente errada do que é okay (e desejável) numa relação. ele persegue-a e força-a e não a respeita e isto está errado e devia ser enfatizado em todo o lado! (além de que retrata terrivelmente mal o que é uma relação BDSM, o que pode fazer com que ainda mais mulheres sejam vítimas de abusos e não o reportem nem façam alguma coisa em relação a isso...)

    ResponderEliminar
  5. Li os livros, vi os filmes, detestei! Eu e a minha mania incrivel de que quando começo uma coisa tenho semrpe de a acabar!

    ResponderEliminar
  6. Tal como tu, também não achei o filme nada de especial. Há ali muitas falhas mas é um filme que até aguento quando estou um bocado aborrecida isto porquê? Porque também dá um pouco de asas à imaginação mesmo que não sejamos adeptos do sadomasoquismo.

    ResponderEliminar
  7. Vi o filme em casa, nem gastei dinheiro a vê-lo no cinema, e, sinceramente, nem achei assim nada de especial :o

    ResponderEliminar
  8. eu li os livros e fiquei super desiludida com o filme, não era nada o que eu esperava. É uma história estranha, mas que foi um grande fenómeno lá isso foi...

    ResponderEliminar