22.11.15

Livros | The Fault in Our Stars

Por norma não gosto de ver primeiro o filme e só depois ler o livro, mas com o The Fault in Our Stars (A Culpa é das Estrelas em Portuguêsfoi exactamente assim que a coisa se deu. Na altura não andava com grande paciência para ler e então decidi ver o filme e se este me cativasse aí sim compraria eventualmente o livro. Vi o filme e gostei. Comprei o livro e li-o em menos de uma semana e se existem livros que nos ficam guardados no coração este é definitivamente um deles. Adorei ler cada página desde o primeiro ao último paragrafo. Sim, é um livro que fala de personagens que têm cancro, mas não, não é um livro sobre o cancro e foi exactamente este pormenor que me fez gostar ainda mais de o ler. 

Ao contrário do que acontece muitas vezes em livros deste género no The Fault in Our Stars as personagens existem de forma independente do cancro. O cancro é algo que lhe aconteceu, não aquilo que as define. Hazel Grace e Augustus Waters assim como todas as outras personagens são pessoas normais. São adolescentes que se irritam com coisas parvas, que se apaixonam, que gostam de sair e de apreciar a vida como ela é ao mesmo tempo que também são pessoas que vivem com uma condição especial. Pessoalmente acho que neste sentido John Green fez um trabalho formidável. Claro que não foi só por causa deste grande pormenor que me apaixonei pelo livro e que o li quase à velocidade da luz. Foi também a simplicidade da escrita, os diálogos tão simples e tão bonitos, foram todas aquelas descrições de quem se está a apaixonar e que nos fazem recordar como as sensações e os sentimentos estão tão à flor da pele quando nos apercebemos que "oh bolas, apaixonei-me!". É um livro muito bonito com partes que nos aquecem o coração para depois o esmagar e reduzi-lo a pó. 

Acho que não é preciso dizer que recomendo a leitura deste livro, pois não? Nem vale a pena dizer que este será daqueles livros que irei ler vezes e vezes sem conta, pois não? Assim como também todos sabem (pelo menos aqueles que leram) que é definitivamente uma pena que o livro An Imperial Affliction não exista porque se existisse eu iria querer ler, certo? E é óbvio para todos que se eu tivesse de dar uma cotação a este livro seria de 5 estrelas, não é? Pois, bem me parecia. 


15 comentários :

  1. Não vi o filme, não li o livro... É uma história que não me cativa nem um bocadinho, apesar de toda a gente dizer que vale a pena. Talvez um dia lhe dê uma oportunidade :)

    ResponderEliminar
  2. Eu gostei bem mais do livro do que do filme :) Adorei os diálogos, a cumplicidade das personagens, tudo! E adorei a forma como a história é retratada. Foi um livro muito bem conseguido!

    ResponderEliminar
  3. Eu adorei o este livro e tenho curiosidade em ler outros do mesmo autor

    ResponderEliminar
  4. Tal como tu, também vi o filme e só depois tive oportunidade de ler o livro, ao contrário do que faço sempre. Não posso dizer que seja o livro da minha vida, não foi dos que mais me marcou, mas é um livro bonito, tem uma escrita simples e agradável :)

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que se deve ver primeiro o filme e só depois ler o livro! O livro é sempre mais abrangente do que o filme. Quando lemos o livro em primeiro lugar, depois o filme acaba por nos desiludir por ser mais um resumo do que outra coisa.

    ResponderEliminar
  6. eu ainda nao vi o filme devido a isso mesmo...

    ResponderEliminar
  7. Li o livro e vi o filme... gostei da história, mas achei o livro mal escrito e isso desiludiu-me um bocado...

    ResponderEliminar
  8. Quando o acabei andei louca a ver se o An Imperial Affliction não existia mesmo xD

    ResponderEliminar
  9. Já li o livro e já vi o filme e acho que o filme não está muito distante mas ainda assim prefiro o livro.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Eu só vi o filme, na altura em que ainda andava a fazer quimioterapia :) e gostei muito. É como tu dizes, eles não se resumiam ao cancro e felizmente, também eu me senti sempre assim.

    Obrigada pelo apoio ao cabelo ruivo eheheh estou mesmo decidida, só queria ver se ele crescia um pouco mais, que ainda está curtinho...

    ResponderEliminar
  11. Gostei tanto do filme...vi-o mesmo só por ver, porque achava que não ia ser nada de especial ou que não ia gostar muito. No entanto, surpreendeu-me completamente e adorei! Não me importava nada de ler o livro :) é uma história super comovente!
    Beijinhos*
    Comecei a seguir-te<3 faz uma visita ao meu blog se quiseres e espero que também gostes..
    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Lê Looking for Alaska!! É o meu preferido dele.

    ResponderEliminar