7.9.15

Sociedade | Meios sentires



Nunca fui de meios sentires muito menos no que a sentimentos diz respeito, mas também não acredito que tudo no mundo possa ser visto e compreendido a duas cores. Preto ou branco. Admito que possam existir algumas áreas cinzentas em que só o tempo nos ajude a concluir se são pretas ou se são brancas, mas no que respeita a sentimentos o cinza nunca poderá existir. Pelo menos não na minha vida. Talvez seja por isso que sempre me foi difícil perceber as pessoas que dizem que não sabem aquilo que sentem porque para mim quando se gosta sabe-se; quando não se gosta, mas tem-se medo de magoar os sentimentos do outro dizemos "não sei" como se isso fosse amortecer a dor de um amor não correspondido quando o que acontece é precisamente o oposto. 

6 comentários :

  1. Concordo tanto, especialmente com as últimas palavras!!!

    ResponderEliminar
  2. também sou muito assim e concordo contigo!

    ResponderEliminar
  3. concordo a 100%
    http://those-colorful-words.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Totalmente de acordo. Não sou de metades. Ou gosto ou não gosto. Há sempre aquelas pessoas que "não aquecem nem arrefecem" mas se tenho que decidir se gosto ou não dessas, é sempre não, porque se gostasse não me eram assim "indiferentes". Simples assim! As pessoas é que complicam tudo.

    ResponderEliminar
  5. Também sou assim, ou se é ou não se é. Não digo que, em algumas situações (não essa de gostar ou não de alguém), não tenha algumas dúvidas, mas não se pode existir pelas metades. É parar, pensar e perceber como somos e o que somos.
    ****

    ResponderEliminar