17.4.15

Actualidade | Acerca da sexualização na publicidade



Vivemos num mundo onde escapar à publicidade torna-se uma tarefa quase impraticável. Todos os dias damos de caras com dezenas de anúncios ora enquanto vemos televisão ora enquanto folheamos uma revista. Na verdade basta sairmos de casa para esbarrarmos com um sem número de anúncios publicitários. Alguns são engraçados, outros aborrecidos e outros passam uma imagem que nada tem a ver com o produto que está a ser comercializado. 

Lembro-me que quando apareceu a primeira publicidade do shampoo da Herbal Essences fiquei ligeiramente chocada e sentia-me sempre um pouco desconfortável sempre que ele passava e eu me encontrava a ver televisão com os meus pais. Nunca percebi a necessidade de porem uma mulher a gemer como se estivesse a ter o melhor dos orgasmos enquanto lavava o cabelo. Falo deste anúncio, mas poderia falar de outros tantos. Vivemos num mundo onde a imagem da mulher é cada vez mais sexualizada e parece ser impossível fazer-se um anúncio sem que a mulher apareça com um generoso decote e com um peito volumoso quando na verdade o anúncio remete para uma marca de produtos de cabelo. 

Faz-me confusão que passem este tipo de imagem da mulher, mas o que me deixa seriamente incomodada é a falta de originalidade por parte das empresas publicitárias como se a sexualização de tudo fosse a única forma de chamar a atenção do consumidor.   

Tudo isto para partilhar convosco um jogo que encontrei no BuzzFeed onde encontramos várias imagens onde foram retiradas as referências quer das marcas quer dos produtos e onde nos é proposto que adivinhemos o que estará aquela imagem a querer vender. De dezasseis acertei apenas seis. Convido-vos a fazer este jogo porque acredito que irão ficar surpreendidos com o produto que estão a querer vender em algumas destas imagens.  

Agora pergunto: será mesmo necessário toda esta sexualização? será mesmo necessário vermos mulheres a gemer num anúncio publicitário onde o objectivo é vender-se um shampoo? Na minha opinião não e acho até que alguns destes anúncios para além da sexualização em si chegam a ser de muito mau gosto. 

17 comentários :

  1. Concordo. Não é necessária tanta sexualização. Publicidades a carros e a perfumes, por exemplo, têm quase sempre mulheres nuas ou em situações muito sexuais. Qual era a necessidade? A Control, por exemplo, tem publicidades muito giras e sugestivas sem serem ordinárias ou inapropriadas. Se uma marca de preservativos consegue fazer isso, qualquer outra marca conseguia se tentasse!

    ResponderEliminar
  2. Eu fiz esse jogo ontem.. eu só consegui acertar um.. havia alguns anúncios a carros que eu não sabia como é que aquilo fazia publicidade ao carro se só via mamas de mulheres

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente. É uma coisa que me faz comichão nos dias que correm. Não há necessidade nenhuma. Mas um exemplo mais antigo disso eram as revistas de carros: sempre tinham mulheres quase nuas. Lembro-me perfeitamente de ter uns 7 anos e ir a casa de um primo mais velho e ele ter montes de revistas dessas. O intuito era só falar sobre carros, mas nas imagens não víamos só o carro. Para além de não ser necessário, torna-se ridículo. Também me deixa com comichão, e não deixa de ser uma espécie de publicidade ao artista, os videoclips. Por exemplo, o novo do David Guetta, da música Dangerous. É o exemplo ideal de uma música que tem tudo para dar certo (apesar de não ser o meu gosto, a música fica na cabeça) e mesmo assim o que é que se vê a cada 3 segundos? Mulheres. Em trajes mais pequenos, em trajes justo, com as mamas quase a saltar pela roupa... Tenho muita pena que isto seja assim, na minha opinião toda esta sexualização da mulher ajuda a manter a mentalidade parva de que somos um objecto.
    Hoje em dia também já vê sexualização dos homens, mas é sempre em menor número e mais subtil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. You got 4 out of 16 right!
      Achei todos completamente fora do contexto e, muito deles, simplesmente ofensivos. O da Marc Jobs é o mais ridículo e humilhante, o da Skoda e da Mercedes são simplesmente ridículos... Enfim, até me deu um certo nojo!

      Eliminar
  4. Eu acertei 10, mas fiquei completamente chocada com alguns! Não há necessidade disto. Se a única forma de chamar a atenção das pessoas é esta, então acredito mesmo que o mundo esteja perdido.

    ResponderEliminar
  5. R: Não posso ir lá agora por causa do trabalho e as passagens de avião são carissimas, e quanto a curso de alemão também não tenho possibilidades de fazer.

    ResponderEliminar
  6. You got 7 out of 16 right!

    Fogo que tristeza... Os da AXE então sinceramente, se aquilo tem algo a ver com o produto. Tem a ver realmente com o público-alvo (homens) mas também acho que não é necessário. E os da Mercedez e Skoda? Wtf? Enfim... obrigado por partilhares isto

    ResponderEliminar
  7. Vou fazer o jogo e depois digo quantas acertei. E subscrevo tudo o que dizes, é por isso mesmo que deixei de ver televisão e até mesmo folhear revistas, não tenho paciência para essas coisas, parece que a publicidade está cada vez mais imatura e até humilhante, diria eu em certos casos.

    r: obrigada pela dica querida :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «You got 5 out of 16 right!»

      Sou uma naba nisto. Fiquei chocada e a que mais me marcou foi a número 4 da Marc Jacobs... Contorci-me toda, eu, que sou vagínica, não consegui evitar contrair-me porque realmente estar com uma cerca praticamente enfiada nas partes íntimas deve ter tudo a ver com roupa e deve ser deveras interessante (not)... Uma coisa é certa, nunca vesti Marc Jacobs mas mesmo que vestisse nunca mais iria comprar nada à marca, afinal de contas, para andar nua não preciso de gastar centenas de euros! Que estupidez, que falta de respeito, que humilhação, que insensibilidade, que imaturidade, que tudo!

      Eliminar
  8. Acertei 5 e fiquei chocado com algumas!! É que na maior parte delas foca tudo menos o produto -.-

    ResponderEliminar
  9. Essa é uma excelente questão! Sou totalmente da mesma opinião que tu! Hoje em dia há uma vulgarização enorme e uma utilização abusiva da imagem da mulher como uma mera imagem sexual...
    beijinhos
    http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Sempre odiei o anúncio da Herbal, é simplesmente ridículo!
    Tenho pena que a mulher seja explorada desta maneira. Também não defendo o feminismo extremo. Mas ainda há tanto a fazer...por nós!
    Quanto ao quizz acertei apenas 6. A que mais me chocou foi a de doação de órgãos. A sério?!

    Isa,
    http://isamirtilo.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Concordo contigo, o sexo é o que chama a atenção hoje em dia e está demasiado vulgarizado, hoje até os adolescentes vêem isso como uma coisa normal e correm sérios riscos à conta dessa maneira de pensar, é demasiado íntimo para ser público, na minha opinião. E usarem sempre a mulher como figura publicitária faz-me pensar que remetem a mulher para o objeto sexual, está tudo errado. Mas o que os publicitários querem mesmo é vender e não olham a nada para o fazer.

    ResponderEliminar
  12. Acertei 7! Fiquei chocada com alguns, não fazem sentido nenhum...!

    ResponderEliminar
  13. Acertei três... por um lado penso que as agendas de publicidade e marketing dessas marcas são mesmo muito más, mas quando olho para as marcas, são bem conhecidas... nem sei o que pensar!

    ResponderEliminar
  14. Há anúncios que nem parecem ter tido um profissional da área no "comando", porque uma coisa é utilizar técnicas para chamar a atenção do cliente, outra é tirar por completo o foco do produto. Muito menos utilizando um tema deste género, tendo em conta o público que ele irá atingir (tanto se for em cartaz como na TV). Gastam rios de dinheiro que nem sequer irá ter retorno dessa forma.

    ResponderEliminar