8.2.15

Cinema | Le fabuleux destin d'Amélie Poulain (2001)

Le fabuleux destin d'Amélie Poulain (2001) não é um filme propriamente recente e mais de metade do Mundo já o deve ter visto, contudo eu e o meu namorado só passamos a fazer parte desse grupo de pessoas ontem à noite. Foi com muita curiosidade (devido ao facto de já ter ouvido falar muito bem deste filme) e com algum receio (visto que este é o filme preferido de uma pessoa conhecida que só gosta de filmes onde a aleatoriedade é rainha e a lógica tirou férias) que decidimos vê-lo.


Amélie Poulan é uma jovem tímida que não sabe muito bem como interagir com as outras pessoas. Tal deve-se aos vários acontecimentos que ocorreram durante a sua infância. Os seus pais pensando que ela tinha uma anomalia no coração impediram-na de frequentar a escola dita normal e privaram-na de manter contacto com as outras crianças. Amélie passou, então a ter aulas com a sua mãe que era professora até esta falecer.

Anos mais tarde, quando Amélie já é adulta decide mudar-se para um bairro de Paris onde começa a trabalhar num café. Na sua nova casa encontra uma caixinha de brinquedos e é nesse preciso momento que a sua vida acaba por mudar. Amélie propõem-se a encontrar a pessoa que viveu na sua casa para lhe devolver a caixinha que tantas recordações deve guardar. Acaba por encontrar o dono da caixa, mas devido à sua timidez entrega-a de forma anónima. Ao ver a alegria estampada no rosto do homem que reencontrou a caixa que julgava perdida, Amélie começa a fazer pequenos gestos de forma a tornar a vida das pessoas que vai conhecendo um bocadinho mais felizes sem que elas saibam que esses gestos foram provocados por ela. Por outro lado são esses pequenos gestos que a poderão levar a descobrir o amor, mas será que Amélie irá aproveitar a oportunidade ou será que irá deixar escapar essa oportunidade devido à sua timidez?

Trata-se de um filme leve e doce. Não entrou para a minha categoria de filmes preferidos, mas também não ficou na lista de filmes em que mais valia ter feito outra coisa qualquer. Ficou ali no meio termo. Houve coisas que gostei muito como a banda sonora que já conhecia e a simplicidade do filme. Também gostei do facto de nos serem relatados, em certos momentos, todas as coisas que cada personagem gostava de fazer e o que menos gostava. Em alguns momentos achei-o um bocadinho aleatório, mas de uma certa forma acaba por fazer sentido porque também a vida de cada um de nós (tal como a vida de Amélie) acaba por ser, em certos momentos, aleatória.

Vocês já o viram? O que acharam?

11 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Nunca vi o filme, nem ouvi falar, mas fiquei com curiosidade... tenho que procurar e ver se o vejo.

    the-blog-ofmylife.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Nunca o vi, mas fiquei curiosa! Vai entrar para a lista dos filmes a ver! :p
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Nunca vi, mas também nunca me deu para ver não sei porquê :P

    ResponderEliminar
  5. eu sou daquelas pessoas que nao o viu... aconselhas entao?

    ResponderEliminar
  6. Eu acho que ainda só vi algumas partes deste filme mas assim inteiro acho que não.

    r: ahah o wc é o «retiro» deles, parece-me!

    ResponderEliminar
  7. eu estive para o ver ontem à noite mas não deu. eu adoro a banda sonora do filme :)

    ResponderEliminar
  8. Por acaso é dos meus filmes favoritos de sempre :)

    ResponderEliminar
  9. Ainda não vi o filme, mas toda a gente que me fala dele me dá uma impressão positiva. Acho que depois desta pequena introdução, vou mesmo vê-lo futuramente =)
    R: Aqui ainda não nevou, ora! =P
    ******

    ResponderEliminar
  10. Este é, talvez, o meu filme preferido de sempre! E, se reparares bem, não é assim tão "leve", é bastante introspectivo até...!

    ResponderEliminar